Arquivo da tag: Primeiro Apartamento

Morar no Belenzinho questão de decisão

VERTE BELÉM

Verte

O Verte fica a 500 metros da estação Bresser-Mooca do metrô. Localizado na região central, oferece uma ampla rede de serviços e comércio à sua disposição. Além disso, você está ao lado do novo Parque Estadual do Belém, uma ótima opção de lazer e diversão para sua família.

Continuar lendo Morar no Belenzinho questão de decisão

Anúncios

O Corretor é insistente ou chato?

Mas afinal, o que é Relacionamento com Clientes?

Você se relaciona com seu cliente espontaneamente? E o que isso significa para você?

Você já deve ter ouvido a frase: “Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece”.

Continuar lendo O Corretor é insistente ou chato?

Para poucos no Brás

Portal Centro

NO CENTRO, PERTO DE TUDO

propaganda pcentro 007a

Além de ter fácil acesso a todas as regiões da cidade, diversas operações urbanas estão acontecendo no entorno. Essa grande transformação do Centro vai privilegiar a circulação de pedestres e melhorar ainda mais o dia a dia dos moradores, com a criação de parques, centros culturais, ciclovias e um terminal de ônibus, entre outros benefícios. Continuar lendo Para poucos no Brás

INVESTIDORES?!?! Agora é a hora!

No mercado imobiliário, cenário de crise permite ‘garimpar’ bons investimentos

Durante o Painel FipeZap 2016, especialistas relataram que
informação é diferencial para agentes do mercado imobiliário

Continuar lendo INVESTIDORES?!?! Agora é a hora!

O medo do financiamento já era

Bancos estão mais flexíveis quanto a dívidas de financiamento imobiliário

Falta de negociação oferece riscos como perda do imóvel

Continuar lendo O medo do financiamento já era

Bairros de São Paulo: Lapa. Tradição.

Novos ares na Lapa

Comércio cinzento da Rua do Rezende está mudando com a chegada de novos empreendimentos como hotéis, padarias e loja que reúne tabacaria, café casa de show

Continuar lendo Bairros de São Paulo: Lapa. Tradição.

Receio de usar o dinheiro? Pense melhor.

Crise é oportunidade de comprar apartamento novo pelo menor preço

Este é um ótimo momento para comprar o apartamento do seus sonhos. Embora muitas pessoas estejam com receio de se comprometer com um financiamento de longo prazo, por causa da crise econômica, estamos vivendo um momento importante de virada no mercado imobiliário.

Continuar lendo Receio de usar o dinheiro? Pense melhor.

Quem ainda não acordou?

Venda de imóveis novos em São Paulo aumenta 59,3% em setembro

A venda de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo chegou a 1.717 em setembro. O volume é 59,3% superior ao total vendido em agosto (1.078 unidades) e 23,3% acima do comercializado em setembro do ano passado (1.392 unidades), de acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário feita pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP). 

Continuar lendo Quem ainda não acordou?

48 M² – 1 Dormitório – Bela Cintra

1265bcbelacintraopo#NãoPercaEstaOportunidade

propaganda-instagram-bcbcintra-001
BC Bela Cintra | PRONTO

Apartamentos de 1 dormitório na Rua Bela Cintra.
Próximos ao centro, ao metrô Paulista e à Av. Paulista.
Entrega da obra: 07/2016

Continuar lendo 48 M² – 1 Dormitório – Bela Cintra

Vai alugar? Quais os mais procurados.

locacao-conheca-os-tipos-de-imoveis-mais-procurados-para-aluguel.jpeg

Conheça os tipos de imóveis mais procurados para aluguel

Com a maior dificuldade de acesso a crédito para a compra de um imóvel e a instabilidade geral do mercado, que provoca certa insegurança na população, a procura pela locação aumentou bastante no último ano.

Continuar lendo Vai alugar? Quais os mais procurados.

Literatura necessária a qualquer investidor. Leia antes de comprar.

lideranca-5-livros-para-empreendedores-do-mercado-imobiliario-que-voce-deve-ler.jpeg

5 livros para empreendedores do mercado imobiliário que você deve ler

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, só no primeiro semestre de 2016, cerca de 1 milhão de novos negócios chegaram ao mercado. E com tanta gente nova buscando seu lugarzinho ao sol, não é de se admirar que alguns dos títulos mais procurados nas livrarias sejam justamente os livros para empreendedores.

Continuar lendo Literatura necessária a qualquer investidor. Leia antes de comprar.

Justifique a compra do seu Imóvel

5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis

Um dos maiores símbolos de status no Brasil, sem nenhuma dúvida, é ser dono de um imóvel. A tradição no país faz com que seja prioridade máxima para muitas pessoas juntar dinheiro e comprar uma casa o quanto antes, mesmo que essa não seja a decisão financeira mais acertada no momento.

Continuar lendo Justifique a compra do seu Imóvel

É possível alcançar sucesso no mercado financeiro – Dicas

Conheça as lições para ter sucesso com investimento

Lições para ter sucesso investindo no mercado imobiliário

business-suit-690048_1920

Seja um investidor de sucesso

Não é necessário re inventar a roda. Basta um pouco de disciplina e paciência.
O mercado imobiliário não tem liquidez fácil, mas dificilmente se perde dinheiro.

Continuar lendo É possível alcançar sucesso no mercado financeiro – Dicas

55 m² à 71m² no Centro – Portal Centro

BRÁS  –  PORTAL CENTRO

  • De 1 a 3 dormitórios
  • De 39 m2 a 71 m2

Em Construção | Residencial        Entrega: 11/2017

Vantagens Vantagens Vantagens

APARTAMENTOS COM 1, 2 E 3 DORMITÓRIOS PRÓXIMOS AO METRÔ BRÁS.

Um projeto com fácil acesso a tudo: ao metrô, ao bem-estar, ao conforto e à comodidade. More com lazer completo a poucos minutos de todas as regiões da cidade.

PARA COMEÇAR A IMAGINAR

Perspectivas Ilustradas

  •  Fachada - diurna

    Fachada – diurna
  •  Fachada - noturna

    Fachada – noturna
  •  Fachada noturna - frente

    Fachada noturna – frente
  •  Piscinas

    Piscinas
  •  Playground

    Playground
  •  Bicicletário

    Bicicletário
  •  Brinquedoteca

    Brinquedoteca
  •  Churrasqueira

    Churrasqueira
  •  Salão de festas

    Salão de festas
  •  Fitness

    Fitness
  •  Espaço Gourmet

    Espaço Gourmet
  •  Salão de jogos

    Salão de jogos
  •  Lavanderia

    Lavanderia

Espaços para ser feliz

  • Salão de festas

  • Churrasqueira

  • Fitness

  • Brinquedoteca

  • Playground

  • Bicicletário

  • Espaço gourmet

  • Salão de Jogos

  • Piscina adulto e infantil

  • Lavanderia

Decorados

  •  Foto apartamento decorado - 50 m²

    Foto apartamento decorado – 50 m²
  •  Foto apartamento decorado - 50 m²

    Foto apartamento decorado – 50 m²
  •  Foto apartamento decorado - 71 m²

    Foto apartamento decorado – 71 m²
  •  Foto apartamento decorado - 71 m²

    Foto apartamento decorado – 71 m²
  •  Foto apartamento decorado - 71 m²

    Foto apartamento decorado – 71 m²
  •  Foto apartamento decorado - 50 m²

    Foto apartamento decorado – 50 m²
  •  Foto apartamento decorado - 50 m²

    Foto apartamento decorado – 50 m²
  •  Foto apartamento decorado - 71 m²

    Foto apartamento decorado – 71 m²
  •  Foto apartamento decorado - 71 m²

    Foto apartamento decorado – 71 m²

DESVENDE CADA ESQUINA

  • NO CENTRO, PERTO DE TUDO
    Além de ter fácil acesso a todas as regiões da cidade, diversas operações urbanas estão acontecendo no entorno. Essa grande transformação do Centro vai privilegiar a circulação de pedestres e melhorar ainda mais o dia a dia dos moradores, com a criação de parques, centros culturais, ciclovias e um terminal de ônibus, entre outros benefícios.

ACOMPANHE CADA FASE

Cronograma geral: 43%

progresso

Entrega prevista para 11/2017

Fotos em 8/2016

VEJA QUEM ASSINA

ThumbThumb

ALTTO CAMPO BELO – 485 M² 5 SUÍTES

ALTTO CAMPO BELO
485 M² 5 SUÍTES

Campo Belo Altto Campo Belo

 Campo Belo, São Paulo Pronto | Residencial Entrega: 06/2015

  • De 4 a 5 dormitórios.
  • De 485m2 a 833m2

Vantagens Vantagens Vantagens


Todas as formas do luxo, traduzidas em um apartamento.
Um projeto que vai além de um apartamento.
É um novo conceito sobre morar.
Apartamentos no Campo Belo com espaço, conforto, privacidade, muito verde e tranquilidade.

Espaços para ser feliz

  • Salão de festas

  • Fitness

  • Brinquedoteca

  • Playground

  • Sauna

  • Piscina coberta com raia

  • Piscina descoberta

Decorados

  • Foto do apartamento decorado

    Foto do apartamento decorado
  • Foto do apartamento decorado

    Foto do apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado
  • Foto apartamento decorado

    Foto apartamento decorado

Veja como ficou

  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015
  • Foto da entrega - Junho/2015

    Foto da entrega – Junho/2015

Plantas

  • Thumb

    485 m² – 5 suítes

  • Thumb

    Implantação

  • Thumb

    Isométrica

Veja onde é

 


https://maps.googleapis.com/maps/api/js?key=AIzaSyBhEl5tuuZjLaVhMM0CbzL3gBR-7bmQI5I&callback=initMap

Veja quem assina

ThumbThumb

 

Você também pode gostar

 

Even Construtora e Incorporadora S/A

Uma construtora que merece ser conhecida

Ao longo dos últimos dez anos, atuando no segmento de empreendimentos residenciais e comerciais, de maneira concentrada nas regiões metropolitanas dos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul. Com capacidade de inovar, acompanhar as demandas do mercado e entregar produtos e serviços de acordo com as expectativas dos clientes colocou a Even entre as maiores incorporadoras e construtoras do Estado de São Paulo e do Brasil.

Detalhes Importantes sobre a Even Construtora acesse e conheça muito.

Continuar lendo Even Construtora e Incorporadora S/A

O Imovél tem o preço certo?

Valor do Imóvel: o que faz o preço?

Você provavelmente deve imaginar, mas será que sabe ao certo quais são os fatores que influenciam no preço do imóvel? Um dos princípios básicos para o corretor de imóveis é ter domínio da sua área de atuação e se manter atualizado acerca dos assuntos mais relevantes do mercado imobiliário. E claro, saber quais são os fatores que influenciam no preço do imóvel é fundamental para a negociação com o cliente.

Ao comprar ou vender uma casa, apartamento ou outro empreendimento, é comum a discussão entre corretores de imóveis e clientes em torno do preço do imóvel. No Brasil, a compra de um imóvel é talvez o mais importante negócio que a pessoa fará durante a sua vida. Por isso, os cuidados com a solidez do imóvel, documentação, contratos e se o sonho é também um bom negócio devem ser realizados com o auxílio de um profissional especializado da corretagem imobiliária.

De acordo com pesquisa realizada pelo portal imobiliário ZAP, um dos portais que também é parceiro do Imobex, com a ajuda do consultor da área imobiliária Sylvio Lindenberg, foram apontados quais são os fatores que influenciam no preço do imóvel, e uma simulação em percentuais do quanto cada fator pode ser responsável por influenciar na valorização de um imóvel. Sabemos que o preço de um imóvel pode variar muito dependendo de alguns itens importantes, por isso conheça os 10 principais fatores que influenciam no preço do imóvel.

Quais são os fatores que influenciam no preço do imóvel?

Localização do imóvel

O primeiro fator que mais tem influência no preço do imóvel é a localização, responsável por 25% do preço da casa ou apartamento. Segundo a pesquisa, os imóveis situados em uma área onde há hospitais, farmácias, bancos e supermercados acessíveis levam vantagem. As pessoas querem morar próximas a serviços e encontrar infraestrutura na região, por isso shoppings, estádios, ruas calmas e fácil acesso ao transporte público também possuem influência no preço do imóvel. A localização pesa muito em um imóvel, pois mesmo que o prédio seja velho, se estiver em frente ao mar ele vale mais.

Segurança do imóvel

O segundo fator que mais influencia no preço do imóvel é a segurança que ele oferece, que corresponde a 15% da valorização do imóvel. Segundo os dados divulgados, portão automático com rápida abertura, chaves de porta com segredo e elevador automatizado, que possui código por andar, são itens que atraem os moradores. Viver em um bairro seguro é o desejo da maioria das pessoas, que muitas vezes optam por morar em um apartamento ou condomínios fechados. Além disso, quanto maior for a infraestrutura que protege o empreendimento e seus moradores, mais valorizado ele será.

Vaga na garagem do imóvel

O terceiro fator que tem mais influência no preço do imóvel é ele possuir ao menos uma vaga na garagem, que contabiliza também 15% como influenciador no valor do imóvel. Por falta de lugar na rua e também em razão da segurança, possuir um local para estacionar o automóvel dentro do imóvel é levado muito em consideração. Contudo, a pesquisa aponta que ter apenas uma vaga, dependendo da localização do imóvel, às vezes pode depreciá-lo, por se comum que famílias tenham mais de um carro.

Área de lazer do imóvel

O quarto fator de influência no preço do imóvel é a área de lazer oferecida, responsável por 10% do preço da propriedade. Segundo a pesquisa, as incorporadoras estão apostando na diversidade de opções que envolvem a área de lazer, com empreendimentos que oferecem sala de cinema, brinquedoteca, salão de festa, área para praticar esporte, além de piscina e churrasqueira, que são atrativos que costumam chamar a atenção do comprador.

Elevador do imóvel

O quinto fator que pode influenciar no preço do imóvel são os elevadores, responsáveis por 9% do valor final do imóvel. De acordo com a pesquisa, elevadores são itens de grande relevância, e prédios que não os possuem fica naturalmente desvalorizados.

Face para o sol do imóvel

O sexto fator que influencia no preço do imóvel é a posição do imóvel em relação ao sol, que tem 7% de peso sobre o valor do imóvel. A iluminação natural oferece mais conforto para quem vive em um apartamento, principalmente, então as unidades que recebem a luz solar são mais valorizadas e vendem mais rapidamente. Em São Paulo, por exemplo, a melhor face para o imóvel estar direcionado é a norte, em que apartamentos com tal direção vendem mais rápido pela sua posição favorecida.

Andar do imóvel

O sétimo item que influencia no preço do imóvel é o andar em que um apartamento está localizado, que corresponde por 6% da valorização do mesmo. As unidades mais baixas são as menos procuradas, diz a pesquisa, e quanto mais alto é o andar de um apartamento, mais ele é valorizado, pois além da vista, a menor quantidade de ruídos vindos da rua faz com que os andares superiores sejam os preferidos dos moradores.

Varanda do imóvel

O oitavo fator de influência no preço do imóvel é se ele possui uma varanda, que valoriza o imóvel em 5%. Abrir a janela ou sair na varanda do apartamento e ter um vista privilegiada, como um parque ou uma praça, é um dos itens que pode valorizar o empreendimento.

Vista do imóvel

O nono item de influência no preço do imóvel é a sua vista, que possui relação com a existência de uma varanda, e representa 4% do preço da propriedade. De acordo com os dados, os imóveis em frente a parques, praças, praias e calçadão são bem valorizados.

Infraestrutura e tecnologia do imóvel

O décimo e último fator que tem mais influência no preço do imóvel é se ele é ajustado à tecnologia e disponibiliza cabo para televisão e wireless, que pode somar 4% do preço da propriedade. A automação residencial e predial já é uma necessidade e proporciona valor à propriedade.

Outros fatores que influenciam no preço do imóvel

Além dos 10 fatores que influenciam no preço do imóvel apontados acima, ainda há outros que podem influir na valorização ou não do imóvel. Alguns exemplos: Vizinhança do imóvel, principalmente para casas, se ficam localizadas ao lado de algum salão de festas ou empresa barulhenta ou com mau cheiro; Rua do imóvel, se é uma rua ou avenida movimentada pode não ser a primeira opção do cliente; Idade do imóvel, que pode ser um fator de redução do preço da casa ou apartamento, pois construções mais antigas tendem a ter mais problemas estruturais, elétricos, hidráulicos, etc; Planta e acessórios do imóvel, quantos dormitórios um imóvel possui e armários e móveis planejados também influem no valor do imóvel; Acabamento do imóvel, o tipo de piso, revestimento e pintura nas paredes, portas e janelas, etc causam boa impressão no imóvel e influenciam positivamente no valor do mesmo.

Retirado do site Imobex


Visite nosso Portal

http://meuapartamento.xyz

O site que tem tudo completo e fácil.

Aguardamos sua visita.

Rosto Página Oficial p Marketin
Página Oficial de Negócios Imobiliários

Faces de São Paulo – Diversidade

Paraíso da multiplicidade

São Paulo possui diversas faces e uma delas está na variedade de mercados e feiras a céu aberto, que reúnem desde artesanato, apresentações e boas opções para conhecer os diversos paladares da cidade.

Continuar lendo Faces de São Paulo – Diversidade

Região Central de Sampa -A vez

 

Sinônimo de bons negócios

Bairros como Brás, Pari e Bom Retiro estão entre os que mais chamam a atenção de construtoras e incorporadoras para a construção de empreendimentos residenciais. Antes consideradas sem perfil para abrigar prédios sem características comerciais, hoje a história é outra. Com o processo de revitalização, essas empresas passaram a enxergar a área central da cidade como uma boa oportunidade de negócios. Tamanha valorização é favorável tanto para quem deseja empreender quanto para quem pretende adquirir um novo imóvel para morar.

Continuar lendo Região Central de Sampa -A vez

O Centro é o centro das atenções

Onde os paulistanos querem morar?

Empreendimento da Requadra na rua Paim, no Baixo Augusta

 

São Paulo – Há alguns anos, o centro de São Paulo poderia ser definido como sujo, feio e decadente. Frente à insegurança e ao abandono do poder público, muitas empresas e bancos eram forçados a transferir suas sedes para áreas mais nobres da cidade.

O movimento de retirada só foi estancado recentemente, com o boom imobiliário. Como o preço de morar em algumas regiões de São Paulo se tornou inacessível para boa parte da população, pessoas e empresas voltaram a olhar para o centro com o interesse. O movimento de revitalização começou pelo Baixo Augusta, uma região da Bela Vista bastante frequentada por jovens. Diversos empreendimentos imobiliários foram lançados na região nos últimos dois anos – alguns com preços já próximos a 10.000 reais o metro quadrado.

Para Marcos França, diretor comercial da Requadra, o movimento de revalorização da região central da cidade ainda está apenas no começo. A incorporadora, que lançou nove empreendimentos no centro nos últimos 12 anos, foi uma das pioneiras no Baixo Augusta e agora aposta no Brás como novo polo de lançamento de imóveis na cidade. Outras áreas com bom potencial seriam o Bixiga e a República. No depoimento a seguir, França explica em que bairros as incorporadoras veem mais potencial:

A área central de São Paulo que mais tem atraído as incorporadoras é a Bela Vista. A iniciativa da revitalização partiu do setor privado. Primeiro vieram novas casas noturnas, que encerram o período de decadência do local. Depois veio o mercado imobiliário e redescobriu a área hoje chamada de Baixo Augusta. Diversas incorporadoras fizeram lançamentos ali nas imediações do shopping Frei Caneca.

A Requadra foi pioneira na revitalização da rua Paim. Há alguns anos, ninguém queria investir naquele local. A própria imobiliária que venderia as unidades que estávamos lançando achava que éramos loucos. A rua Paim já foi uma das mais feias da região, com vários cortiços e botecos. Mas naquela época, já acreditávamos estar em curso uma transformação no Baixo Augusta.

O primeiro empreendimento que lançamos ali incluía mais de 250 apartamentos pequenos, de um ou dois dormitórios. Vendemos tudo em duas horas. No dia em que abrimos o estande, havia uma fila enorme de gente interessada. Na época, cobramos 5.000 reais o metro quadrado. Parece pouco comparado ao que se cobra hoje, mas foi mais do que suficiente para cobrir nossos custos. Com o sucesso do nosso empreendimento, a rua Paim explodiu. Hoje há sete projetos em construção ou prestes a serem lançados. Os preços ultrapassam os 7.000 reais o metro. Nós já lançamos mais um empreendimento ali e preparamos um terceiro.

A revitalização da área está só no começo. O poder público vai entregar obras importantes nos próximos anos. A inauguração de uma estação de metrô na rua Piauí, em Higienópolis, e a construção de outra estação na praça 14 Bis devem dar um impulso ainda maior para a área. Paralelamente, a própria entrega dos empreendimentos que estão sendo lançados vai contribuir para a melhoria da região. Quando as pessoas que compraram os apartamentos começarem a morar ali, é provável que surja todo um comércio voltado para a classe média-alta em imóveis que hoje são ocupados por botecos ou cortiços.

O entorno também já foi redescoberto. A Even fez um lançamento bem-sucedido na rua Bela Cintra, que é paralela à rua Augusta. Dois lançamentos foram feitos na rua Augusta recentemente: o Capital Augusta, da Esser, e o Ca’d’Oro, da Brookfield. A Cyrela fez um grande lançamento nas proximidades da rua Avanhandava, o Mood. A Trisul vendeu um empreendimento com várias torres em frente ao shopping Frei Caneca. A revitalização imobiliária do Baixo Augusta já está em curso.

Com o fim dos bons terrenos por ali, acredito que os lançamentos vão se espalhar para regiões adjacentes, como o Bixiga, a praça Roosevelt e a Vila Buarque. O problema dessas regiões é que há diversas restrições para prefeitura para novas construções. Se houver interesse do poder público em colocar essas áreas no mercado, entretanto, eu acho que vai decolar. A mesma coisa vale para a região da praça da República. Já tentamos comprar um estacionamento para fazer um lançamento ali, mas não conseguimos fechar negócio.

Também não conseguimos lançar nada na região do antigo centro financeiro da cidade, nas proximidades da BM&FBovespa. Ali é necessário fazer retrofit porque praticamente não há mais casas construídas e muito menos terrenos ociosos. É necessário comprar um prédio inteiro e reformá-lo. O problema de atuarmos nesse segmento é que é necessário um desembolso muito grande de capital para comprar um prédio, fazer uma reforma completa e depois revender as unidades. O risco é bem maior. Mas há outras incorporadoras que estão avaliando isso com interesse.

Outro problema dessa região entre o Anhangabaú e a Sé é a falta de vagas de estacionamento nos edifícios. As próprias ruas só permitem o trânsito de pedestres, trata-se de um calçadão. Não há retrofit que resolva isso. Como alugar vagas de estacionamento ali é muito caro, a gente enxerga isso como uma restrição ao mercado imobiliário. Mas acredito que uma hora a região voltará a atrair investimentos.

Assim como acredito que o projeto do governo paulista de recuperar a região que hoje é conhecida como “Cracolândia” para transformá-la em Nova Luz uma hora vai sair do papel. As incorporadoras estão olhando com muito interesse os terrenos ali. Nós não compramos nada somente porque achamos que já está caro. Em compensação, ao lado da Luz, no Brás, estamos enxergando muitas oportunidades. Há uma fartura de terrenos no bairro, que abriga lojas de comércio popular e antigas fábricas. No Brás, ainda é possível comprar um galpão abandonado de um único dono para erguer um empreendimento. É bem mais fácil fazer isso do que negociar com diversas famílias a compra de várias propriedades para depois realizar um lançamento.

A Requadra fará em breve um lançamento no Brás, com duas torres. Será um prédio de habitação de interesse social, com unidades mais populares, e outro voltado para a classe média. A região está melhorando muito. Desde que o edifício São Vito e seus cortiços foram demollidos, a vista daquela região próxima ao Mercado Municipal melhorou demais. Outras incorporadoras já perceberam isso e também já estão fazendo ou farão lançamentos no Brás em breve.

Por incrível que pareça, a Requadra nasceu como uma incorporadora com foco em locais mais afastados do centro de São Paulo, principalmente na zona leste. Há 12 anos, percebemos que o trânsito na cidade começava a inviabilizar grandes deslocamentos ao mesmo tempo em que os terrenos disponíveis estavam cada vez mais longínquos. Foi nessa época que decidimos mudar nossa área de atuação para a região central da cidade.

Em cidades como Londres ou Paris, o centro sempre foi uma das áreas mais valorizadas. Não víamos porque a mesma coisa não poderia acontecer em São Paulo. Há muita gente que trabalha ali, e as pessoas querem morar próximas ao escritório. A infraestrutura de ruas, cabos subterrâneos de energia e internet, hospitais, transporte, saneamento e escolas é excelente. Muita coisa que falta aos bairros da periferia sobra no Centro. Foi isso que atraiu nossa atenção.

Na época, praticamente não havia outras incorporadoras disputando terrenos conosco – o que já não é mais verdade hoje em dia. Nosso trabalho era convencer vários moradores a nos vender suas casas para que pudéssemos erguer um prédio na região. Fizemos lançamentos na Liberdade, no Arouche e em Santa Cecília. Hoje não falta capital para as empresas do setor imobiliário. O que falta são bons terrenos, a preços razoáveis, em áreas em que a prefeitura não imponha muitas restrições para construir.

Matéria tirada da Revista Exame.


Portal Imobiliário

O que você acha de pesquisar imóveis num lugar só?

Visite nosso Portal Imobiliário

Rosto Página Oficial p Marketin
Página Oficial de Negócios Imobiliários

.

Continuar lendo O Centro é o centro das atenções

Há vantagens de morar no Centro de SP?

As vantagens de morar no Centro de São Paulo

 

São Paulo – Um movimento que tem suas raízes na década de 1970 deve ganhar força no mercado imobiliário da cidade de São Paulo nos próximos anos. Bairros próximos ao centro, como o Brás, Pari e Bom Retiro, prometem chamar cada vez mais atenção de construtoras e incorporadoras para empreendimentos residenciais.

Com a escassez de terrenos em outras regiões da cidade, as alternativas agora começam a ser bairros de vocação industrial, onde os galpões sem uso podem dar lugar a espaços suficientemente grandes para a construção de imóveis residenciais. “A indústria começou a sair da cidade de São Paulo em meados da década de 1970 por uma série de motivos, que vão desde a dificuldade de entrar com carretas na cidade, até a poluição sonora que incomodava a população”, explica Luiz Paulo Pompéia, diretor da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp). Sobraram então os galpões que abrigavam as grandes fábricas. Embora alguns deles sejam tombados e não possam ser demolidos, ainda sobram boas opções disponíveis para o mercado imobiliário.

Mas porque a região demorou para entrar definitivamente no radar das incorporadoras? Em primeiro lugar, porque esses bairros nunca tiveram perfil residencial e por isso não chamavam atenção das grandes empresas. “O empresariado não enxergava essas áreas como opção para crescer em habitação”, afirma Pompéia.

Outro ponto foi a degradação do Centro, que por muito tempo fez com que a região e as proximidades não fossem consideradas como opção de moradia pela população. Vale lembrar que o Centro abriga a Cracolândia, ponto de intenso consumo de drogas. Eduardo Machado, diretor de incorporações da PDG São Paulo, afirma que as políticas públicas anunciadas para a revitalização do Centro devem atrair cada vez mais moradores para a região. “Nas grandes cidades do mundo, como Nova York e Paris, os centros são regiões muito valorizadas. Em São Paulo há um atraso em relação a isso”, afirma. A PDG é umas das empresas que aposta nesse movimento imobiliário. Machado afirma que a velocidade de absorção dos lançamentos chega a ser até maior que em outros pontos da cidade. A empresa lançou em maio o edifício residencial Urbe. Das 216 unidades do prédio, hoje apenas três continuam disponíveis.

Outra empresa que resolveu apostar nessa tendência, olhando principalmente para os bairros próximos ao Centro, foi a Requadra Desenvolvimento Imobiliário, que está lançando duas torres residenciais no Brás, com um total de 440 apartamentos. “Atuamos há muito tempo no Centro de São Paulo e sabemos que há uma demanda forte na região. Nos bairros centrais, porém, há muita dificuldade de encontrar terreno disponível e com documentação em dia. Por isso, começamos a procurar locais próximos”, afirma Marcos França, diretor comercial da Requadra. O local onde ficarão as torres abrigava galpões industriais. Os apartamentos variam entre 28 metros quadrados e 50 metros quadrados e os preços, que ainda não são definitivos, devem ficar entre 135.000 reais e 310.000 reais. França concorda com a tendência de crescimento da região. “As incorporadoras estavam trabalhando primeiro em bairros mais óbvios”, afirma.

Além da demanda de quem trabalha na região, o mercado também pode esperar moradores que trabalham no Brás, Bom Retiro e Pari. “As opções residenciais da região são construções muito antigas, que em geral não têm nem vaga de garagem”, afirma França. Segundo a Associação de Lojistas do Brás (Alobrás), a região gera cerca de 150.000 empregos diretos e 300.000 indiretos. A circulação média diária é de 300.000 pessoas, com pico de 1 milhão.

Preços do Centro são competitivos

Embora a alta de preços também assole os novos pontos para empreendimentos residenciais, o valor do metro quadrado ainda está muito abaixo de locais tradicionais de São Paulo. “Como essa região ainda não foi descoberta, traz preços relativamente bons quando comparados com os de outros bairros”, afirma Pompéia, da Embraesp.

Enquanto o metro quadrado no Brás gira em torno de 4.300 reais, na região entre Ibirapuera e Vila Nova Conceição, o valor supera os 9.000 reais. A alta, porém, já é mais forte que no centro. Enquanto o metro quadrado de apartamentos na Sé caiu 4,9% em outubro ante setembro, o valor no Brás subiu 4,40% no mesmo período, segundo o índice FipeZap de Preços de Imóveis Anunciados, como mostra a tabela abaixo.

Bairro Variação em outubro (sobre setembro) Variação em 2011
-4,90% 37,50%
Bom Retiro 2,50% 29,10%
Brás 4,40% 41,10%
Pari 5,90% 23,80%
São Paulo 1,90% 23,20%

Marcos França, da Requadra, acredita que a alta recentemente observada foi resultado de uma série de fatores do cenário econômico, como a maior oferta de crédito. “Essa valorização que vimos já passou. Os preços não devem continuar subindo no ritmo que vinham subindo”, afirma.

Em toda a região metropolitana de São Paulo, Pompéia estima que, se continuasse produzindo no ritmo atual, o mercado imobiliário ainda teria demanda forte por ao menos mais dez anos, mas ainda assim, os preços não devem continuar crescendo no mesmo ritmo. “Em 2012, podemos começar a ter uma acomodação de preços, que deve preceder a queda”, diz.

Perfil

A aposta é que o Centro e proximidades atrairão um público de pessoas solteiras ou casais jovens. As grandes famílias não devem ser maioria na região. “Observamos que os imóveis de um dormitório têm venda mais rápida do que outros”, afirma Machado, da PDG. As três unidades que ainda estão disponíveis do empreendimento Urbe, da empresa, são de dois dormitórios. “As opções de um dormitório foram vendidas primeiro”, afirma.

Retirada da Revista Exame


O que você acha de conhecer alguns imóveis disponíveis em São Paulo?

Visite nosso Portal Imobiliário

O lugar certo para você encontrar #OSeuMelhorNegocio

2016-01-18a

Você sabe como Investir? – Imóvel

Conheça Duas Estratégias de Investimento (e mais 8 dicas espertas)

Nick Rodrigues – Corretor Imobiliário

fundo_imobiliario2
Imóvel é e sempre será uma moeda forte.

Se você perguntar a alguém qual é o melhor investimento, muito provavelmente ele responderá que uma das melhores formas de multiplicar seu capital é investir em imóveis.

É verdade que o investimento em imóveis é visto como um porto seguro, com receita previsível por um longo prazo e com relativa facilidade de liquidez.

Talvez a geração mais nova não saiba, mas a Economia brasileira viveu muitas décadas sob forte inflação, chegou a bater os 80% em um único mês, em março de 1990.

Nessa época, o único ativo que guardaria algum valor depois de um tempo seriam os imóveis, considerando o poder corrosivo da hiperinflação.

Talvez por isso, é uma preferência nacional em termos de investimento de valor.

 Motivos para investir em imóveis

Sabemos que bons motivos não faltam para esse investimento tão “sólido” no decorrer do tempo.

Relacioneis apenas alguns na lista abaixo:

  • é uma forma segura de preservar o patrimônio (é um patrimônio físico, de tijolo);
  • um bom imóvel consegue manter o valor de mercado;
  • um imóvel não pode ser congelado (como já aconteceu com a poupança);
  • em tese, é um investimento de baixo risco (mas há controvérsias);
  • é um investimento que reflete a pujança do país (quanto mais um país cresce, mais valorizados ficam os seus imóveis).

Pode se tornar uma fonte de renda vitalícia por muitas gerações.

Diferente de outros ativos, é um tipo de investimento que carrega uma forte dose emocional devido à sua finalidade básica (proporcionar um abrigo seguro).

Apesar de muitas pessoas se esquecerem, a compra da casa própria para moradia representa sim um investimento, ficando à sua escolha destinar o seu imóvel conforme as suas necessidades e momentos da vida.

Por isso, uma das maiores decisões de um casal consiste em responder esta pergunta: “Comprar um imóvel ou alugar?”.

Aliás, essa única decisão, se não for bem tomada, pode retardar muito o processo de independência financeira da família.

Como consultor financeiro sou acostumado a ouvir o famoso bordão “quem casa, quer casa”, porém, já vi muitos casais passarem longos tormentos financeiros apenas por que decidiram “financiar” o seu sonho por duas ou três décadas.

 Estratégias para investir em imóveis

Ao encarar o mercado imobiliário como um investimento, você pode escolher entre duas estratégias básicas para investir em imóveis. Confira abaixo:

1. Comprar cotas de um fundo de investimento imobiliário

No Brasil, o investimento em fundos de investimento imobiliário (FII) é relativamente novo – foram criados em 1993 pela Lei n. 8.668/93 – evoluindo de apenas 4 em 2010 para os atuais mais de 100 FIIs disponíveis para compra e venda na Bovespa.

Já nos Estados Unidos (a meca dos investidores) essa alternativa já está disponível aos investidores desde a década de 70, por meio dos REIT’s (Real Estate Investment Trust).

Basicamente, ao comprar um FII, você compra de cota de uma carteira de ativos que não necessariamente investem em imóveis de tijolo.

É bem parecido com o investimento em fundos de investimentos, que funcionam como condomínios.

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FII), segundo o site da BMF&Bovespa:

São constituídos como “condomínios fechados”. São divididos em cotas que, uma vez adquiridas, não podem ser resgatadas. O patrimônio de um fundo imobiliário pode ser composto de imóveis comerciais, residenciais, rurais ou urbanos, construídos ou em construção, para posterior alienação, locação ou arrendamento (fundos listados).
Obs.: Ao clicar no link acima você tem acesso a uma lista com todos os FIIs com cotas negociadas na BM&FBOVESPA

Podemos dizer que, na prática, existem 6 tipos de FII:

Fundos de Desenvolvimento Imobiliário: investem na construção de imóveis;

Fundos de Renda (Lajes Corporativas e Galpões Industriais): investem em um ou mais imóveis prontos, que são alugados em troca da renda;

Fundos de Renda (Shoppings): o fundo é dono de um ou mais imóveis que são alugados para lojistas para obtenção de renda. Nesse caso, a rotatividade dos inquilinos é baixa;

Fundos de Compra e Venda de Imóveis: buscam obter ganho de capital com a compra e venda de imóveis.

Fundos de Fundos: seguem a mesma mecânica dos Fundos de Ações, mas investem em cotas de outros Fundos Imobiliários que tenham potencial de valorização.

Fundos de Recebíveis Imobiliários: Os investimentos são feitos na compra de direitos de receber créditos gerados pelas instituições financeiras por meio de CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) para a aquisição ou construção de imóveis. Parte do patrimônio costuma ser investido em LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) ou em cotas de outros Fundos.

Uma outra forma mais básica de enxergar as modalidades de FII, conforme seus objetivos e características, é separá-los em 3 tipos de FII: “Os fundos de renda de aluguel (baseados em imóveis já construídos e locados); os fundos de investimentos em títulos imobiliários (LCIs, CRIs etc) e os fundos de desenvolvimento imobiliário (imóveis em construção)” (fonte).

Esse tipo de investimento tem características bem diferentes de quem decide ser proprietário direto de bens imóveis, considerando que nem sempre “querer” investir em imóveis de 150, 200 ou 300 mil reais é “poder” investir.

Por esses motivos, investir num bom FII pode ser uma boa alternativa para quem busca o famoso “pinga-pinga” na conta corrente por meio das distribuições mensais (os alugueis).

Se você escolher encarar o mundo dos FII’s, analise pelo menos 3 fatores:

Os ativos do fundo (imóveis de tijolo, títulos etc).

O fluxo de caixa e o ganho de capital (deve-se buscar um equilíbrio nessa balança).

O nível de habilidade e confiança do gestor/administrador.

Outro fator adicional é que, ao acrescentar de um FII ao seu portfólio de investimentos, além das tradicionais aplicações em títulos de renda fixa e ações ou fundo de ações, você está otimizando a relação risco/retorno da sua Alocação de ativos.

Na verdade, investir em FII representa uma abordagem diferente do investimento direto em ações, apesar das semelhanças entre o ideal de comprar na baixa e vender na baixa e os ganhos adicionais com dividendos.

 “Como posso investir em Fundos Imobiliários?”

O primeiro passo é defina um objetivo a fim de ajustá-lo aos vários tipos de fundos disponíveis, pois você descobrirá que uns investem em administração de hospitais enquanto outros são puramente comerciais, e ainda existem aqueles que adquirem cotas de outros FII’s, a exemplo do BCFF11B.

O valor mínimo para investir é o equivalente a uma cota, sendo que muitos FIIs podem ser comprados com bem menos de R$1 mil.

Antes de escolher o seu fundo, saiba onde ele investe.

Isso pode ser feito ao acessar o regulamento do fundo e os últimos relatórios mensais, geralmente, acessíveis no site da administradora/gestora.

Quanto à tributação – Em relação ao ganho de capital (lucro ao vender das cotas), a alíquota de imposto de renda é de 20% para qualquer cotista (pessoa física ou jurídica), e deverá ser pago através de DARF até o último dia do mês subsequente à venda.

Outro detalhe: para as vendas de ações até R$20 mil/mês há isenção de IR. Isso não ocorre nas vendas de cotas de FII, logo, qualquer que seja o valor das vendas o imposto de renda deve ser apurado sempre para fins de recolhimento.

Referência: site da Receita Federal.

2. Investimento direto em imóveis

Apesar de ser o mais tradicional e representar o maior perfil de ganhos (pois aqui você é o gestor da sua propriedade), não deve ser esquecido que o dinheiro não virá fácil.

Aliás, o investimento direto exige um grau de atenção, conhecimento e trabalho maior talvez do que a compra de ações.

Em minhas leituras e pesquisas sobre o investimento em imóveis, observei que os grandes investidores preferem o lucro passivo dos alugueis do que as grandes tacadas com a venda dos imóveis após uma valorização expressiva.

Porém, você deve estar se perguntando: “O que preciso saber para me dar bem nesse negócio?”.

Responderei no próximo tópico, trazendo todos os detalhes que você não pode deixar de prestar atenção. Vamos lá?

 Casa a venda! Recomendações gerais para investir em imóveis

Antes de qualquer coisa, um fator básico no investimento em imóveis é que trata-se de um mercado cíclico.

Se existe um lema que você carregará é que o mercado imobiliário é como uma maré com muitos bons momentos, porém com outros tantos maus momentos.

Relacionarei abaixo alguma das melhores dicas/fatores que você deve observar, de maneira geral, para compreender o investimento em imóveis como um negócio:

 Dica #1: Antes de pensar no retorno, compreenda os riscos inerentes do investimento em imóveis.

Imagine comprar sua casa quando os preços estiverem altos e precisar vender quando os preços estiverem baixos, você perderá dinheiro. Outros exemplos de risco:

– Baixa liquidez (demora para achar um comprador para o seu imóvel) ou risco de vacância; acidentes naturais acontecem; desvalorização do imóvel etc.

 Dica #2: Quer planejar a compra do seu imóvel? Planeje com muito detalhe a sua situação financeira

A menos que decida investir por meio de um FII, a compra de um imóvel envolve custos consideráveis. Identifique seus números e resiste à tentação de ir além do que seu orçamento permite.

 Dica #3: Cuidados ao comprar imóveis já locados

Ao comprar um imóvel que já possui uma carteira de inquilinos com contratos de locação em andamento, deve-se buscar um bom acordo sobre o prédio ou vila de apartamentos quanto às despesas e encargos.

Ou seja: descubra se estará comprando um fluxo de caixa positivo e se o imóvel não possui defeitos ocultos que exigirão reparos caros.

 Dica #4: O retorno será proporcional ao quanto você trabalhou e investiu antes de comprar o imóvel

Quando digo trabalho, leia-se: tempo para fazer extensas pesquisas, para visitar in loco as propriedades, percorrer a vizinhança, sondar corretores e demais parceiros.

Às vezes, para se chegar no melhor negócio é preciso alguns investimentos extras, mas o importante é que, ao final, ainda que tenha que terceirizar a gestão dos aluguéis ou pagar consultas técnicas, você seja capaz de obter lucros.

 Dica #5: Uma pesquisa bem feita representa metade do sucesso, pois, nesse ramo, o maior perigo são os custos (ou defeitos) ocultos

Portanto, informação de qualidade é a chave de um bom negócio, tanto antes da compra como na hora de bater o martelo.

Esse ponto deve ser frisado, pois talvez em nenhum outro investimento incidam tantas regras que devem ser cumpridas para você, de fato, estar legalmente protegido.

É como já dizia alguém do ramo: “Por ser um ativo físico, as pessoas pensam que não é complicado, e subestimam a quantidade de questões que surgem”.

 Dica #6: Considere a possibilidade de construir o seu imóvel para aluguel, em vez de comprar pronto

O segredo aqui é programar muito bem a sua obra antes dela sair do papel, fazendo um check list de tudo o que não pode ser esquecido em cada etapa da construção.

Eu não sou engenheiro, mas Engenheiro Civil Antônio Eulálio Pedrosa (do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro – Crea-RJ) diz o seguinte:

Ao adquirir um terreno e construir a moradia, em vez de comprar uma pronta, o proprietário economiza até 50%.
Na mesma reportagem ele comenta algo que achei sensacional: um leigo gasta material demais. Isso apenas confirma aquela história de seu amigo que resolveu construir uma edícula que custou o preço da casa inteira.

Entretanto, sopesando os prós e os contras, o desconto que você adquire ao construir planejadamente a sua casa tem que ser analisado do “custo” de procurar mão de obra qualificada.

Mesmo assim, deve-se acompanhar todo o processo para garantir a correta execução do projeto (esse é um detalhe que não vale a pena economizar).

Dica #7: Localização é (quase) tudo

Se existe algo um item que você deve se especializar (mas não ignorando os demais fatores) é saber como mensurar o real valor de um imóvel bem localizado.

Imagine, por exemplo, alguém que decidiu construir uma casa de luxo em um bairro popular. Com certeza, na hora de vender esse casarão, o proprietário perdará um valor substancial.

Enfim, estas perguntas poderão facilitar o seu trabalho:

  • Qual o potencial de valorização da região?
  • Qual o perfil da infraestrutura presente e futura do bairro e do entorno?
  • Que tipo de benefícios um inquilino teria ao escolher o seu imóvel (padarias,
  • lavanderias, paradas de ônibus, metrô etc)?
  • Existe algum projeto de revitalização em andamento?
  • O perfil da região é de crescimento ou declínio?
  • E a segurança do bairro? Como andam os índices de criminalidade (pergunte aos vizinhos)?

Conclusão

Você percebeu que investir em imóveis dá um bom trabalho.

Todavia, isso não deve desestimulá-lo a dar um passo adiante e começar a se tornar um expert no assunto, pois os melhores investimentos são feitos por quem está a frente do mercado e, nesse ramo, você deve estar adiantado em pelo menos a 5 anos.

Lembre-se do fator cíclico do mercado imobiliário antes de decidir o melhor momento de sair às compras.

Responda esta pergunta:

Atualmente, você acredita que estamos vivendo um período de alta ou de baixa no mercado imobiliário?


Portal Imobiliário

Um site totalmente organizado para facilitar sua busca do imóvel dos sonhos

Visite-nos aqui.

Rosto Página Oficial p Marketin
Página Oficial de Negócios Imobiliários

Regra alterada para estimular empréstimos imobiliários

Conselho Monetário Nacional muda regra para estimular empréstimos imobiliários

Empréstimo acima 80% do valor do imóvel tinham requerimento maior.
Com passar do tempo, será necessário manter menos recursos parados.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) alterou, em reunião realizada em novembro, as regras para os empréstimos imobiliários que financiam mais de 80% do valor da casa própria, informou o Banco Central.

O objetivo é estimular o crédito imobiliário.

Antes bancos só podiam ir até o limite de 80% e em condições especiais.

Com a mudança da regra, aprovada pelo Conselho Monetário Nacional, as instituições financeiras poderão emprestar até mesmo 100% do valor do imóvel e, quando os clientes forem realizando os pagamentos, com o passar do tempo, poderá diminuir o requerimento de capital – mas somente quando o saldo devedor cair abaixo de 80% do valor do imóvel.

A medida representa, na prática, uma forma de estimular os bancos a concederem empréstimos para a compra da casa própria com valores acima de 80% do preço do imóvel.

A regra que diminui o chamado “requerimento de capital” também permitirá que as instituições financeiras tenham mais recursos livres para realizar novos empréstimos imobiliários, pois a parcela que terá de ficar parada será menor.

Existe a possibilidade, também que esta mudança de regra tenha o potencial de reduzir os juros cobrados pelos bancos nos empréstimos imobiliários.

Efeito limitado nos empréstimos da Caixa
As novas regras tendem a não ter impacto nas operações da Caixa Econômica Federal, que concentra 70% dos financiamentos imobiliários do país.

Neste ano, o banco já elevou 3 vezes os juros cobrados nos empréstimos pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), em janeiro e abril, além de reduzir, de 90% para 80% a cota máxima de financiamento do imóvel no Sistema de Amortização Constante (SAC) e de 80% para 50% o teto dos financiamentos para imóveis usados de até R$ 750 mil.

O Conselho Monetário Nacional é formado pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, do Planejamento, Nelson Barbosa, e pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini

 

Fonte: Economia – CMN muda regra para estimular empréstimos imobiliários

Quando é o melhor momento? Compro agora? Em qual conselho devo confiar?

É A HORA DE COMPRAR SEU IMÓVEL

Saiba porque investir em um imóvel é interessante, mesmo em tempo de crise

Existe um consenso há anos de que investir no mercado imobiliário é uma forma segura de investir o patrimônio. E está correto. Isso porque, mesmo em tempos de economia retraída, ainda há estabilidade para o comprador.

Continuar lendo Quando é o melhor momento? Compro agora? Em qual conselho devo confiar?

Comprar Imóvel – Perguntas e Respostas

Comprar imóvel é coisa séria, mas de fácil entendimento

A decisão de comprar um imóvel é muito importante.

Por este motivo, apresentamos algumas perguntas frequentes feitas por nossos clientes durante as negociações e assinatura de contrato.

Nosso objetivo é esclarecer as dúvidas para que você faça a compra mais segura e consistente possível.

Entendemos que somente assim você poderá se sentir totalmente realizado e satisfeito. Para maiores informações e esclarecimentos entre em contato com nossos consultores.
Continuar lendo Comprar Imóvel – Perguntas e Respostas

Bom dia – São Paulo

Mais um domingo frio em São Paulo

Tivemos chuvas fortes e duradouras durante a semana, e o frio chegou neste sábado. Chuvas que chegam em momento bom, mas historicamente Setembro é um mês que marca o fim do inverno com chuvas e frio.

E nós, corretores, trabalhando. E trabalhando muito, pois mais um Feirão de Imóveis acontece esta semana.

Eu mesmo, numa correria para avisar e contatar toda a minha carteira de clientes.

Quem quer comprar e está capacitado, tem feito isto naturalmente, pois é uma época de mudanças e alguns chamam de crise, mas para quem esteve se preparando, é um momento de oportunidades.

Página Oficial Site cheio de informação e detalhes
Página Oficial
Site cheio de informação e detalhes

Conversando com alguns interessados, ouvi que a maior razão para eles estarem procurando investir seu dinheiro em imóveis é o receio da mudança de regras na economia. Pensam que quem faz as regras pode mudar novamente as regras e provocar a perda dos valores.

Quem sabe?

Nós estamos de olhos abertos a tudo que nos interessa e estamos entusiasmados com as oportunidades que se abrem pela situação presente.

Será um domingo corrido. Graças a Deus e a situação criada pela mídia jornalística e os ditos ‘gurus’ da economia.

E nós, sempre aqui, mesmo num Domingo, trabalhando. que é o que sabemos fazer de melhor.

Bom dia.

Mercado imobiliário Nacional movimenta a economia

A realização do sonho da casa própria
está mais fácil para todas as famílias

O mercado imobiliário já passou por diversas fases no Brasil.
Continuar lendo Mercado imobiliário Nacional movimenta a economia

Aika Campo Belo | Lançamento – Entrega: Fevereiro 2.018

Aika Double High – Página do produto

Apartamentos de 170/176/182 m² com pé-direito duplo de 5,2 m no living e terraço ou Duplex 316/318 m² – 3/4 vagas e depósito. Próximo ao aeroporto e à futura linha Ouro do metrô. Duas torres de 17 andares com duas unidades por andar.

Um bairro considerado nobre, que faz jus ao nome. esse é o Campo Belo, situado na região sul de São Paulo, que é realmente belo em muitos aspectos. próximo a santo amaro e vizinho do Itaim Bibi, Moema, Ibirapuera, Vila olímpia, Chácara Santo Antônio e Brooklin Novo, ganhou notoriedade e desenvolvimento não apenas se beneficiando dessa posição estratégica, como também por abrigar empreendimentos de alto padrão e estar rodeado por avenidas que levam aos mais variados destinos, como a Bandeirantes,  Vinte e três de maio, Ibirapuera, Indianópolis, Ruben Berta, Morumbi, Washington Luís e Santo Amaro.

 Detalhes (veja mais em nossa página )

Construção: Even Construtora e Incorporadora

End. Rua Pascal, 1.907 – Campo Belo

Área do Terreno: 3.863m²

Quantidades de Torres: 2

Unidades por Pavimento: 2

Total de Unidades: 70

Área Privativa das Unidades , Vagas de Garagem e Depósito:

Unidades Tipo 176m² – 3 vagas com depósito

Unidades Tipo 170m² – 3 vagas com depósito

Torre A – 17º pavimento: 182m² – 3 vagas com depósito

Duplex Torre A – 316m² – 4 vagas com depósito

Duplex Torre B – 318m² – 4 vagas com depósito

Planta Aika exemplo
Planta Aika exemplo

O que acha da ideia de ver toda a nossa carteira de produtos?

Veja em nossa Página Oficial de Vendas

Esperamos você por lá.

Acervo Pinheiros | Em Construção | Residencial – Entrega em Setembro 2.015

Acervo Pinheiros | Em Construção | Residencial

Rua Simão Álvares, 680, Pinheiros, São Paulo – SP (veja mapa) Entrega da obra: 09/2015

332 m² 4 vagas e depósito ou Duplex 581 m² e um bairro completo como o Soho, revitalizado como o Mitte District e charmoso como o Marais. Pinheiros. O bairro perfeito para receber Acervo.

Visite página de detalhes: Acervo Pinheiros Total

Conceito

O QUE TORNA O BAIRRO DE PINHEIROS ÚNICO É CONSEGUIR ESCONDER, EM MEIO A SUA SOFISTICAÇÃO E VIDA AGITADA, ALGUMAS RUAS TRANQUILAS, COM MUITO CHARME E EXCLUSIVIDADE, EXATAMENTO COMO A RUA SIMÃO ÁLVARES.

UM BAIRRO PARA SE VIVER POR INTEIRO. DA TRANQUILIDADE DE SUAS PRAÇAS E RUAS ARBORIZADAS ATÉ O AGITO DE SUA VIDA NOTURNA, QUE CONTA COM ALGUNS DOS BARES E RESTAURANTES MAIS PROCURADOS PELOS PAULISTANOS. TUDO ISSO EM UM SÓ LUGAR.

PINHEIROS PRODUZ CONHECIMENTO. ALÉM DAS INÚMERAS LIVRARIAS, GALERIAS DE ARTE E ESPAÇO PARA EXPOSIÇÕES, O BAIRRO AINDA CONTA COM ALGUNS DOS COLÉGIOS MAIS RESPEITADOS E TRADICIONAIS DE SÃO PAULO, COMO O VERA CRUZ, O PALMARES E O SANTA CRUZ.

Detalhes

Projeto de Arquitetura: Konigsberger Vannuchi Arquitetos

Projeto de Paisagismo: EKF Associados Arquitetura de Exteriores

Projeto de Decoração: Dado Castelo Branco Arquitetura e Interiores

Endereço:. Rua Simão Álvares, 680 – Pinheiros

Área do terreno: 4.483m²

Quantidades de Torres: 1 torre

Número de pavimentos: 24 pavimentos + Duplex

Total de Unidades: 47 unidades tipo + Duplex

Área Privativa das Unidades e vagas de garagem:

Unidades Tipo: 332m² – 4 vagas + depósito

Unidades Duplex: 581m² – 5 vagas + depósito

Quantidade de elevadores: 6 elevadores

image description
332 m² de muita sofisticação

Imóveis Alto Padrão – Serviços – Melhores Informações do Mercado. Acabou de encontrar o lugar onde há #OsMelhoresAnosdaVida

%d blogueiros gostam disto: