Arquivo da tag: Investimentos

Os motivos para investir em Imóveis — Portal Imobiliário – Produtos Serviços e Discussão

Os motivos para investir em Imóveis São vários os motivos para investir. Sempre foi um meio seguro e forte no país, mais ainda agora com a atual taxa de juros e as novas alternativas de financiamento.

via Os motivos para investir em Imóveis — Portal Imobiliário – Produtos Serviços e Discussão

Poupança cresce = Crédito para Imóveis

Cartão Novo whatsappNo primeiro semestre, firmou-se a tendência de recuperação dos depósitos de poupança, permitindo que, na maioria das instituições, a oferta de crédito imobiliário possa atender com folga à demanda. Se a retomada do mercado imobiliário é insatisfatória, isto se deve, principalmente, ao temor das famílias de classe média de se endividarem para adquirir casa própria.

Continuar lendo Poupança cresce = Crédito para Imóveis

Por que os espaços diminuíram tanto?

seu imóvel com conforto e segurança.
Com experiência no mercado imobiliário, posso ajudar você a adquirir seu imóvel com conforto e segurança.

Tendência é valorizar áreas comuns e pagar pelo uso

Investir em apartamentos ainda mais compactos foi a saída encontrada pelo mercado imobiliário para oferecer moradia acessível e a melhor localização possível.

Continuar lendo Por que os espaços diminuíram tanto?

Basta começar a melhorar para o preço subir

Bancos reduzem juros do crédito imobiliário

Taxas cobradas pela Caixa deixaram de ser as mais baixas do mercado

Continuar lendo Basta começar a melhorar para o preço subir

Um minuto para reflexão: “empreender é oportuno”

Empreendedorismo Imobiliário Diante a Crise

 

vladimir-kudinov-58771-min

 

Em tempos crise, diversos ramos que movem a economia do país tendem a ficar comprometidos, incluindo o empreendedorismo imobiliário, assim como qualquer negócio já consolidado. Isso porque os custos são cortados e novos investimentos ficam limitados.

Continuar lendo Um minuto para reflexão: “empreender é oportuno”

Comemoração a parte, o imobiliário se orgulha

Taxa de retorno para imóveis comerciais é de 1,5% no segundo trimestre

A taxa de retorno total para os proprietários de imóveis comerciais no país ficou em 1,5% no segundo trimestre

Continuar lendo Comemoração a parte, o imobiliário se orgulha

Todos querem. E quando acontece ninguém faz uso.

Queda dos juros incentiva mercado imobiliário

Santander é primeiro banco a anunciar taxas abaixo de dois dígitos para financiamento de imóveis

Continuar lendo Todos querem. E quando acontece ninguém faz uso.

Aluguel. Quem diria? Superou as expectativas

Retorno de aluguel supera inflação no 1º semestre; veja rentabilidade em 15 cidades

Retorno médio anualizado ficou em 4,3% em junho, acima da taxa de juros real (4,1%) Perfil Insta 003e do rendimento real da poupança (3,1%) para o período

 

Nick Rodrigues
CORRETOR IMOBILIÁRIO
(11) 96369-3345

Continuar lendo Aluguel. Quem diria? Superou as expectativas

Analisando o momento

Fipezap: valor dos imóveis residenciais recua 0,15% em junho

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

 

 

O preço dos imóveis residenciais no País caiu 0,15% em junho na comparação com maio.

 

 

Continuar lendo Analisando o momento

Não perca a hora!!! O mercado acordou.

Este é o melhor momento da última década para negociar no mercado imobiliário

Sinalização de redução de juros, queda no preço dos imóveis e liberação de recursos do FGTS inativo capitalizando clientes são fatores que, somados à perspectiva de retomada da economia, devem impactar positivamente o setor imobiliário.

Continuar lendo Não perca a hora!!! O mercado acordou.

E você achando que guardando o dinheiro está ganhando. Perdeu.

Veja quanto rendem R$ 5 mil com a Selic em 10,25% ao ano

Vaso com moedas e planta crescendo: investimento, poupança

 

São Paulo – O Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) decidiu, nesta quarta-feira (31), diminuir a taxa básica de juros da economia em 1 ponto porcentual. Com o corte, a Selic passou de 11,25% para 10,25% ao ano.

Facilmente você consegue um desconto de 10% numa compra de imóvel à vista.

Continuar lendo E você achando que guardando o dinheiro está ganhando. Perdeu.

Detalhes do bairro mostram seu valor

Morumbi tem metro quadrado mais barato que Butantã

De um lado, o Palácio dos Bandeirantes, o Hospital Albert Einstein, o Estádio Cícero Pompeu de Toledo. Do outro, a Cidade Universitária, o Instituto Butantan e diversos museus. São os bairros Morumbi, zona sul, e Butantã, zona oeste.

Continuar lendo Detalhes do bairro mostram seu valor

A retomada de preços já começou!!!

Segundo estimativa, projeção de crescimento no mercado imobiliário é de 5% a 10% em 2017

De acordo com o Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), a projeção de vendas e lançamentos do mercado imobiliário residencial em 2017 deve crescer entre 5% e 10%. O anúncio foi realizado pelo presidente da entidade, que afirmou que “estamos no fim de um ciclo de baixa e iniciando um ciclo de recuperação”

Continuar lendo A retomada de preços já começou!!!

Só não vê a oportunidade quem depende de informações enganosas

QUEDA DOS JUROS FACILITA A VIDA DE QUEM BUSCA INVESTIR NO SETOR IMOBILIÁRIO

Redução da taxa Selic para 12,25% anunciada pelo Copom é positiva para o mercado imobiliário, pois estimula empresas do setor a lançarem novos empreendimentos e consumidores a voltarem a investir no sonho da casa própria

Continuar lendo Só não vê a oportunidade quem depende de informações enganosas

O momento é ou não é propício?

planejamento
Planejar para agir

Momento certo de investir em imóveis

Para muitos, a compra do imóvel no atual momento não é um bom negócio por conta das incertezas políticas e econômicas. Diversos especialistas, aliás, se mostram contra a aquisição e venda por conta de uma possível desvalorização.

Continuar lendo O momento é ou não é propício?

Melhor para quem compra

Mercado imobiliário:
compras à vista crescem no primeiro trimestre

Um dos motivos é o desconto dado pelas construtoras para redução do estoque

Continuar lendo Melhor para quem compra

A melhor aplicação rende 4,8% ao ano. Imóvel ultrapassa isto fácil

Imóvel como investimento

Há quatro anos moro em um apartamento financiado pela Caixa Econômica Federal. Ainda faltam R$ 70 mil para quitarmos o imóvel, e estamos quase finalizando a obra da casa para onde vamos nos mudar. A previsão de mudança é o mês de maio. Nossa dúvida é se vendemos o apartamento ou permanecemos com ele para alugar. Considerando o cenário atual, qual a melhor opção? 

Continuar lendo A melhor aplicação rende 4,8% ao ano. Imóvel ultrapassa isto fácil

Quem diria? Desinflação está aí. 

Queda da inflação já está espalhada na economia, diz presidente do BC

A Redução do ritmo de alta dos preços, verificada inicialmente nos alimentos, já pode ser vista até no setor de serviços, que vinha pressionando o IPCA

Continuar lendo Quem diria? Desinflação está aí. 

Vai comprar o primeiro imóvel?

Dicas para quem quer comprar o primeiro imóvel

Saiba o que é preciso levar em consideração antes de comprar a primeira casa ou o primeiro apartamento

Comprar o primeiro imóvel não é uma tarefa simples. Segundo o economista e professor da FGV, Samy Dana, por ser um bem de valor alto, é preciso muito planejamento para que o negócio se torne sustentável para o comprador. É necessário estudar e escolher a melhor opção para a localização, tipo de imóvel (casa ou apartamento), se será novo ou usado, o número de quartos e garagens e a metragem.

Para ajudar na realização do sonho da casa própria, detalhamos abaixo oito dicas dadas por especialistas para quem busca o seu primeiro imóvel.

Novo ou usado?
Financeiramente, o imóvel usado costuma ser um melhor negócio. “O apartamento novo é sempre mais caro. Lógico que se tem o prazer de morar onde ninguém nunca morou, em um imóvel mais moderno, com condomínio mais barato, mas é mais caro e tem depreciação”, diz Samy Dana.

Quanto menor o valor  financiado, melhor
Nem sempre existe possibilidade de quitar o valor de imóvel à vista. Nestes casos, o financiamento é inevitável. Mas vale um esforço para financiar o menor valor possível. Raspe suas economias, abra mão de alguns bens para tentar dar uma entrada num valor mais alto. Segundo o economista, quanto menor o valor financiado, menor será o pagamento de juros e o prazo de pagamento.

Atenção ao valor da parcela

O valor a ser pago na parcela é um dos itens mais importantes quando se quer comprar um imóvel financiado. “O financiamento dura 30, 35 anos. Isso é mais tempo do que dura a maioria dos casamentos no Brasil. Ter um apartamento é como ter um casamento”. Segundo Dana, o ideal é que a parcela comprometa apenas 20% da renda líquida.

“Nessa hora é preciso pensar que a compra do imóvel nem sempre é vantajosa. A compra pode ultrapassar as questões financeiras. É bom pesquisar também o valor de um aluguel. Ter R$ 500 mil investidos na poupança, vale a pena. O juros pode ser maior do que o valor total do aluguel”.

Como escolher a instituição financeira
Para um imóvel de até R$ 500 mil, os juros do financiamento habitacional variam, em média, de 8% a 10% ao ano. “Tem que pesquisar as condições de crédito e tomar cuidado com o que eles chamam de relacionamento com o cliente – para ter uma taxa melhor, o cliente precisa ter ‘fidelização bancária’. Às vezes, para ter uma taxa melhor, o banco te obriga a fechar pacotes, que muitas vezes não valem à pena. Segundo Dana, na maioria dos casos, os bancos públicos possuem as taxas mais vantajosas.

Pesquisa legal do imóvel e do corretor
Consultar um advogado ou uma imobiliária para ver se os documentos estão ok é fundamental. “Pode custar até 2 mil reais, mas é um investimento que vale a pena para evitar dor de cabeça futura”.

Vale a pena usar o FGTS
O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é um direito de todo trabalhador com carteira assinada. Mensalmente, o empregador deposita em uma conta o equivalente a 8% do salário bruto do funcionário. Só é possível receber o benefício em algumas situações específicas, como demissão sem justa causa, rescisão do contrato por extinção total ou parcial da empresa, aposentadoria, falecimento do trabalhador, compra de moradia própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional.

“Vale a pena usar o FGTS, pois este benefício é exclusivo para que não possui nenhum outro imóvel no nome. É um grande artifício porque este dinheiro está sendo mal investido e está rendendo pouco”.

Olhos atentos
Na hora de realizar o sonho da casa própria, alguns detalhes importantes não podem ser esquecidos. Analisar a vizinhança, avaliar o acesso ao transporte público, visitar o local durante o dia e durante a noite, para saber se o imóvel é perigoso ou barulhento e conhecer o trânsito local são alguns dos conselhos importantes nesta hora.

Vale esperar
Além de pesquisar e entender o mercado, a opinião dos especialistas é que a hora não é boa para comprar um imóvel, especialmente na cidade de São Paulo. “Existe uma bolha instalada em várias partes da cidade de São Paulo. Os preços estão muito altos. Na maioria dos casos, ainda não é a hora. Vale pesquisar e o aluguel não é o mais indicado”, diz Dana.


PORTAL IMOBILIÁRIO

Aqui você vai encontrar o endereço que vai passar #OsMelhoresAnosdaVida

Melhores empreendimentos e melhores serviços

c573da78570c631cb35b4868b547dbc4_995-77259475219x690